Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça. Ou quase isso...

Parafraseando Glauber Rocha:"Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça". Ou quase isso.../Desde Fevereiro de 2015.

sábado, 13 de maio de 2017

REALIZADA EM MAIO REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE CHAPADA DO NORTE MG NO VALE DO JEQUITINHONHA

      Em 04 de Maio de 2017 foi realizada na Câmara Municipal a reunião ordinária dos Vereadores do município de Chapada do Norte MG no Vale do Jequitinhonha.
        A reunião teve início com a leitura e aprovação da ata da reunião anterior.
   Logo em seguida o advogado Dr. Ademilton Macedo usou a tribuna livre para denunciar aos vereadores a contratação de servidores para atuar como agentes comunitários de saúde, sem formação na área. Ressaltou que houve uma inflação neste caso, á lei votada e aprovada pela própria Câmara Municipal que formaliza as contratações destes profissionais mediante apresentação de certificado de conclusão de curso na área. E ao encerrar sua fala solicitou que seu pronunciamento fosse registrado pelo secretário na ata do dia. E que aguarda respostas. O Presidente da Câmara parabenizou o nobre advogado pelo discurso. E afirmou que buscará respostas para sua denuncia. João de Matos afirmou que o processo de transição de governo foi mau feito e acarretou dificuldades a realização de algumas ações.
       E em seguida passou a palavra aos vereadores que foram fazendo a apresentação das suas reivindicações, entre elas:
#Um dos vereadores além de apresentar sua reivindicação, também usou o espaço para convidar os presentes para a tradicional Festa de Santa Rita de Cássia no distrito de Santa Rita do Araçuaí com seus momentos de devoção e fé na parte religiosa, mas também o lado social nos momentos de lazer como os shows realizados.

# Importância da qualificação das agentes de saúde para melhor e mais seguro atendimento á população;
# organização e regularização do transporte escolar para atendimento mais justo;
# realização de processo seletivo para preenchimento de vagas ainda existentes no quadro de profissionais da prefeitura municipal;
# ampliação ou construção de um novo cemitério na sede de Chapada do Norte, uma vez que o existente carece de espaços para futuros sepultamentos;
# houve ainda a cobrança de uma divulgação via redes sociais, blogs, sites, anúncios, e outros meios de comunicação dos horários das reuniões mensais da câmara e ações realizadas para que a população esteja mais próxima dos vereadores que compõe a atual Câmara e que tenham maior conhecimento do trabalho destes representantes do povo chapadense. E sobre essa solicitação o presidente João de Matos respondeu que assumiu a atual Câmara com uma dívida enorme e que foi preciso realizar “cortes”, e finalizou que vai trabalhar respeitando o orçamento da casa. E que a população deve ser informar das datas das reuniões e se fazer presente.
# um dos vereadores chamou a atenção para as pessoas do município em vulnerabilidade social e afirmou que esses merecem um olhar mais atento por parte da Câmara e demais segmentos da prefeitura
# a água na comunidade do Ribeirãozinho e dificuldades no funcionamento da bomba também foi uma das demandas levantadas na reunião por um dos vereadores presentes.
     O presidente da Câmara João de Matos Sousa usou a palavra para esclarecer que o prazo do visto de trabalho do médico  cubano Dr. Davi está encerrando-se e que há  uma movimentação para que ele receba o título de cidadão honorário e assim ter condições trabalhistas para permanecer no país, mais precisamente em Chapada do Norte MG.
     Depois de encerrada oficialmente a reunião a professora Elem Neiva usou a palavra para algumas observações: afirmou discordar que o presidente atual acuse seu antecessor pelos problemas financeiros da repartição, como se os vereadores reeleitos não fossem também responsáveis pela fiscalização no mandato anterior, reforçou as palavras do Dr. Ademilton Macedo quanto à preocupação de pessoas sem formação exercendo áreas de riscos e a preocupação no fato que os servidores públicos municipais entendam que o momento é de buscas pelos direitos seja na esfera municipal, estadual ou federal.
       A lamentar fica o fato de a reunião ter sido assistida por entre 9 ou 10 pessoas, além dos já citados Dr. Ademilton Macedo e a professora Elem Neiva, estiveram presentes Edinaldo Soares, Vânia Fernandes, Cláudio Evangelista, Stephane Heryelly, Jairo Geraldo e Maurício Costa.



Fotos: Maurício Costa