Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça. Ou quase isso...

Parafraseando Glauber Rocha:"Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça". Ou quase isso.../Desde Fevereiro de 2015.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

TITÃS APRESENTA NOVA FORMAÇÃO DA BANDA APÓS A SAÍDA DE PAULO MIKLOS

Foto: Silmara Ciuffa

O cenário musical brasileiro amanheceu em 11 de Julho de 2016 com uma notícia bombástica que pegou os amantes do rock nacional de surpresa. Mas precisamente os fãs da banda oitentista Titãs. Um comunicado oficial da banda paulista anunciou o desligamento do músico Paulo Miklos após mais de três décadas no grupo. Segundo a nota Miklos desliga-se da banda por decisão pessoal e para priorizar seus trabalhos individuais.
Horas depois o próprio ex Titãs soltou uma nota sobre sua saída e seu amor pela banda e pela história feita durante toda a jornada no grupo.
E durante todo o dia Titãs esteve entre os assuntos mais falados no Twitter e ambos os comunicados ganharam inúmeros compartilhamentos e comentários na rede social Facebook onde foram oficialmente postadas. Miklos e seus ex-companheiros de banda provavelmente já estavam há algum tempo negociando a data da separação, afinal junto com o comunicado publicou-se duas fotos de divulgação da nova formação da banda. Ambas da Silmara Ciuffa.
Curiosamente a saída do Paulo Miklos acontece em um momento que a banda estava renovada: em turnê com um dos discos mais aclamados pela crítica e pelo público nos últimos anos: Nheengatu. Antes o grupo realizou uma bem sucedida turnê comemorativa do clássico disco Cabeça Dinossauro.  E esses dois discos citados ganharam dois bons DVDs. O quarteto titânico também parecia ter entendido o poder das redes sociais e estavam mais atuantes no Instagram, Youtube, no Twitter, Facebook...E na 27ª edição do Prêmio da Música Brasileira saíram vencedores como melhor banda de pop/rock.
Paulo Miklos eternizou com sua maravilhosa voz canções como Sonífera Ilha, Bichos Escrotos, Diversão, Isso, É preciso saber viver, Porque eu sei que é amor, Domingo, Estado Violência, Antes de Você, Eu e Ela, Senhora e Senhor... Entre tantas outras.
Permanecem da formação original Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto. Mário Fabre que assumiu a bateria após a saída de Charles Gavin permanece com os roqueiros. E a segunda novidade do dia foi a entrada do competente guitarrista Beto Lee filho de Rita Lee e Roberto de Carvalho.
A saída do Paulo Miklos que poderia para muitos indicar o iminente fim da banda enfraquecida pelo desligamento de mais um membro da formação clássica, pode funcionar com uma renovação do grupo. Um ressurgimento! Afinal seguiram na estrada sem Arnaldo Antunes, Nando Reis e Charles Gavin. Mais um recomeço, em mais uma nova formação.
Fica a torcida para que os Titãs continuem por mais muitos anos na estrada fazendo shows, lancem novos trabalhos e sejam ainda muito premiados pelo talento em banda. E que o Paulo Miklos seja feliz nesta nova etapa de sua carreira profissional.
Postagens relacionadas:


Foto: Silmara Ciuffa