Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça. Ou quase isso...

Parafraseando Glauber Rocha:"Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça". Ou quase isso.../Desde Fevereiro de 2015.

domingo, 21 de junho de 2015

1º Seminário sobre Políticas Públicas para Comunidades Quilombolas e Turismo de Base Comunitária como alternativa de Desenvolvimento Local

No Sábado dia 13 de Junho de 2015 aconteceu na Câmara de Vereadores de Chapada do Norte MG uma reunião pública extraordinária convocada pelo presidente José João Emetério para realização do “1º Seminário sobre Políticas Públicas para Comunidades Quilombolas e Turismo de Base Comunitária como alternativa de Desenvolvimento Local”.  Estavam presentes representando o poder público o Prefeito Municipal Ronaldo Lourenço Santana, o Secretário Municipal de Saúde Carlos Eduardo Soares, o Secretário de Ação e Desenvolvimento Social Ivanilton Figueiredo, Marcone Evangelista do CRAS, Juliana Pereira da Ação Social, Fabiane Vissotto e Acidália Praxedes da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo. Representando a educação no município estavam presentes Maria Aparecida Evangelista e Elizabeth Soiér da Escola Estadual Monsenhor Mendes. Anísio Reis Lemos da gestão imobiliária, Maurício Costa da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário, representantes das comunidades quilombolas do Alves, Moça Santa, Gravatá, Córrego da Misericórdia, Faceira, Córrego do Rocha e Poções, pessoas da sociedade civil, Maria Aparecida e Marinho Pires do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e José Nilton da Redetur de Berilo também formavam o público presente. O poder legislativo foi representado pelos  vereadores Adriane Coelho, João de Matos Sousa e Odair José de Macedo . O evento idealizado pela Redetur (Rede de Apoio Integrado ao Turismo) do projeto Agentes Quilombolas Sócio Ambientais- “o Turismo como geração de renda no Médio Jequitinhonha”  tinha previsto na programação Credenciamento, Mesa de abertura com entidades e representantes convidados, palestras, sessão de debates, exposição de lideranças, almoços, relatos de experiências, sessão de debates, encaminhamentos e encerramento. A programação foi seguida, mas considerando demandas importantes que iam surgindo durante as atividades e foram sendo incluídas no encontro sem desviar do foco principal do seminário. E no decorrer do dia o público presente levantou questões a respeito da situação das escolas em comunidades quilombolas e das melhorias necessárias; sobre a seca no município e a escassez de água no município, estes foram alguns dos assuntos que chamaram a atenção dos participantes e principalmente o que pode ser feito para tentar solucionar ou amenizar os problemas citados. A nucleação das escolas municipais e o transporte escolar em comunidades quilombolas, mas de uma forma geral nas demais escolas da região foram duas pautas que renderam muito debate entre os participantes. Umas das pessoas da sociedade civil presente no encontro solicitou a palavra para sugerir que os problemas ambientais que o município atravessa sejam trabalhados nas escolas, desde a educação infantil, para que os cidadãos do futuro cresçam sabendo a importância de preservar o meio ambiente.  A palestrante Maria do Carmo (Cacá) da SEDESE sugeriu a criação do Parlamento Jovem no município para atrair a juventude para as discussões políticas locais e também que aconteçam reuniões itinerantes da Câmara de Vereadores para ouvir a população da zona rural chapadense. E completou suas sugestões dizendo que as questões ambientais, das escolas de comunidades quilombolas e sobre nucleação escolar sejam inseridas no Plano Decenal que está em tramitação no município.  A coordenadora municipal de cultura Fabiane Vissotto fez um breve resumo sobre o projeto da Redetur, sobre seus objetivos, sobre o público que visa atingir e sobre todos os benefícios que pode vim a proporcionar ao artesanato, culinária, cultura, turismo, enfim para a economia e geração de renda local.  Agda Marina do CEDEFES, Jésus Rosário da Federação N’Golo, Maria Helena da SEDESE, Valdete da comunidade de Alves, Adriane Coelho e a turismóloga Luciana Priscila também realizaram palestras abordando temas como o Turismo de Base Comunitária,  prioridades para a educação quilombola em Minas Gerais, do programa Brasil Quilombola e das políticas públicas. Durante o período da tarde o secretário municipal de Educação Dailson Lourenço Torres fez um breve resumo sobre as ações em andamento nas nucleações escolares e as melhorias previstas para a educação chapadense. O professor de matemática Zequinha esteve presente no mesmo período e relembrou atividades desenvolvidas  no município de valorização á cultura negra na década de 80.
A equipe da Redetur terá como próximo passo a elaboração de um documento com as discussões levantadas no seminário para buscar encaminhar soluções e parcerias para as questões que foram temas do evento.

Realização: Redetur (Rede de Apoio Integrado ao Turismo)
Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo
Apoio: Prefeitura Municipal de Chapada do Norte MG adm 2013/2016
Agentes Quilombolas Socioambientais
Câmara de Vereadores
Secretaria Municipal de Educação

Sindicato dos Trabalhadores Rurais

































Fotos: Maurício Costa