Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça. Ou quase isso...

Parafraseando Glauber Rocha:"Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça". Ou quase isso.../Desde Fevereiro de 2015.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

IRMANDADE DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DE CHAPADA DO NORTE E IEPHA-MG RETOMAM CONVERSAS VISANDO AÇÕES EM CONJUNTO

Na noite de 23 de Abril de 2015 na Igreja do Rosário alguns membros da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte MG estiveram reunidos com dois representantes do IEPHA-MG sendo eles: Luís Gustavo Molinari Mundi- Gerente de Patrimônio Imaterial e Débora Raiza Rocha- Analista de Patrimônio Imaterial. Na Irmandade chapadense as reuniões iniciam-se sempre com o momento de orações (Pai Nosso, Ave Maria e Virgem do Rosário e alguma intenção espontânea) e assim foi feito. Na abertura da reunião o presidente da Irmandade, Maurício Costa, falou sobre o contato feito pelo IEPHA-MG e a solicitação de uma reunião com os irmãos do Rosário. E logo em seguida passou a palavra ao senhor Luís Molinari que começou explicando como tinha sido a reunião realizada durante o período da tarde com a coordenadora municipal de Cultura Fabiane Cinara Vissotto, representante do poder público e o senhor Francisco Augusto Fernandes irmão do Rosário na Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo e os encaminhamentos deste encontro, como quais seriam os projetos que receberiam atenção prioritária visando enquadrá-los em um edital que seja possível o mesmo ser contemplado e adquirir o valor necessário para sua execução. A pauta principal da reunião com os irmãos a noite na Igreja do Rosário foi com o objetivo de reativar alguns projetos e ações discutidos anteriormente entre a Irmandade e o IEPHA-MG e planejar outras ações que tragam benefícios a Festa do Rosário, a Irmandade, a cultura e tradições locais. Entre os assuntos debatidos entre os irmãos, Luís Molinari e Débora Rocha estiveram: buscar meios para obter através de um projeto o recurso financeiro suficiente para restaurar os livros históricos da Irmandade como o Termo de Compromisso, Filiação de Novos Irmãos e o Livro de Atas que estão todos em péssimo estado de conservação, desenvolver um projeto onde os jovens façam fotografias e filmagens que sejam documentários de pessoas de enorme relevância social e cultural no município; resgatar tradições como o ato de benzer, dos chás naturais que curam e as plantas medicinais, a consolidação de um comitê gestor; a importância da Irmandade registrar seu terreno para que seja possível pleitear um recurso suficiente (com a contrapartida) onde haja condições financeiras para a construção da sede da Irmandade do Rosário nos fundos  da Igreja. Também foram discutidos os caminhos necessários para conseguir os valores necessários para reforma da Igreja da Matriz muito castigada pela ação do tempo. Luís passou um slide com imagens que usou em um evento em Madrid na Espanha onde teve a oportunidade de falar sobre a Festa de Nossa Senhora dos Homens Pretos de Chapada do Norte. Os irmãos presentes também falaram sobre a importância de preservar o entorno da Igreja do Rosário (árvores que agridem a visibilidade, animais como cavalos que pastam neste espaço como se estivessem em um pasto e sujeira como, por exemplo, o mato), questionaram sobre como é aplicado os valores repassado anualmente ao ICMS Cultural e analisaram a possibilidade de criar  uma comissão de irmãos que cobre do poder público uma melhor aplicação no Fundo de Cultura do valor adequado e que o mesmo seja repassado em ações que protejam a Festa e o patrimônio imaterial e material de Chapada do Norte MG, sobre as dificuldades financeiras que grupos como a Congada de Nossa Senhora do Rosário sofrem para conseguir levar a arte da música e da dança para outros lugares; os irmãos ainda pediram maiores informações sobre o funcionamento de um Ponto de Cultura. Também foi relatado que o Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural tem buscado sempre defender os interesses da cultura chapadense em seus encontros mensais na Casa de Cultura Corina Badaró. Os irmãos do Rosário também pretendem buscar uma aproximação com a nova presidente do IEPHA-MG e o novo Secretário Estadual de Cultura. A senhora Débora Raiza Rocha comprometeu-se a ficar acompanhando os editais que abrem principalmente aqueles que possam oferecer benefícios a Irmandade e aos Tamborzeiros do IEPHA-MG.  No final da reunião o senhor Luís Molinari presenteou a Irmandade com o Caderno referente ao registro da Comunidade dos Arturos como Patrimônio Imaterial de Minas Gerais e o DVD da Rede Minas sobre a Festa de Nossa Senhora do Rosário.

Fotos: Maurício Costa









Fotos:  Maurício Costa