Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça. Ou quase isso...

Parafraseando Glauber Rocha:"Uma câmera na mão e um breve conhecimento na cabeça". Ou quase isso.../Desde Fevereiro de 2015.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Secretarias Municipais trabalham em pról do turismo de Chapada do Norte MG



No dia 03 de setembro de 2013 a equipe da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo (Maurício Costa, Fabiane Vissotto, Marcone Evangelista e Niucilene Soares, juntamente com o Secretário Municipal de Educação (Adailton de Jesus Rodrigues) receberam a equipe técnica do "Projeto Agentes Quilombolas Socioambientais: Turismo como Geração de Renda no Médio Jequitinhonha", onde oficializaram a parceria com a Prefeitura Municipal de Chapada do Norte, por meio das respectivas secretarias. Toda a equipe acredita que trabalhando juntos conseguiremos ótimos resultados!
Projeto de Turismo de Base Local em Comunidades Quilombolas de Berilo, Chapada do Norte e Minas Novas: cidadania e preservação do patrimônio! 

O Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva – CEDEFES, atua desde 2003 junto às comunidades remanescentes de quilombos do estado, apoiando iniciativas voltadas para geração de renda, direitos humanos, mobilização política e assessoria técnica.

Nesse contexto, desenvolvemos em 2011/2012 o projeto “Promoção e Desenvolvimento de Agentes Quilombolas Socioambientais no Médio Jequitinhonha”, apoiado pelo Instituto Oi Futuro, com foco na formação cidadã de jovens quilombolas dos municípios de Minas Novas, Chapada do Norte, Araçuaí e Berilo enfocando a valorização cultural, a preservação ambiental e do turismo como fonte de renda alternativa.

A partir da pesquisa realizada durante o projeto identificou-se a potencialidade da região para a atividade turística, sendo estes municípios já participantes dos Circuitos Turísticos das Pedras Preciosas e do Lago de Irapé, mas que necessita ainda de apoio para maior capacitação/gestão/articulação juntamente com as Prefeituras nos municípios para tornar a atividade turística efetiva e como propulsora de desenvolvimento local.

A equipe técnica é composta por profissionais especializadas na temática sendo ela: Agda Marina Ferreira (Historiadora especialista na temática quilombola) e Luciana Priscila do Carmo (Turismóloga e Técnica em Meio Ambiente com experiências em Turismo de Base Comunitária). Além do Projeto esta equipe está trabalhando na produção de conhecimento científico e já apresentou um artigo científico sobre o trabalho desenvolvido na UNICAMP e irá apresentar no próximo dia 12/09 na UFMG divulgando a região.

Devido a repercussão dos resultados alcançados pelo dito projeto, nossa equipe conseguiu novamente o apoio do Instituto Oi Futuro para dar continuidade às atividades iniciadas, por mais dois anos (2013/2015) nos municípios de Berilo, Chapada do Norte e Minas Novas.

O novo projeto “Agentes Quilombolas Socioambientais: o turismo como geração de renda no Médio Jequitinhonha” tem como objetivo principal:

-Fomentar a atividade turística enquanto tecnologia social, gerando alternativas de trabalho e renda, diante do fim do trabalho sazonal que atinge as comunidades quilombolas no médio Jequitinhonha, no intuito de diminuir as dificuldades socioeconômicas locais, valorizando o patrimônio cultural da região e redistribuindo riquezas.

Participarão das atividades comerciantes e empresários do turismo, membros dos conselhos de cultura , esporte, turismo e meio ambiente, gestores de circuito turístico, lideranças e comunidades quilombolas, funcionários e gestores públicos.
Foto: Maurício Costa